quarta-feira, 27 de abril de 2016

Será que vale a pena comprar um imóvel na planta? Prós e Contras desse investimento

Todos brasileiro tem o sonho da casa própria e nos últimos anos esse sonho foi oferecido de norte ao sul do pais, principalmente com as ofertas de imóveis na planta. As ofertas desses imóveis que ainda não foram construídos foram as mais tentadoras. Mas será que realmente vale a pena investir?

Com a quantidade de lançamento de imóveis fica claro que a tendência é ter cada vez mais condomínios com uma grande infraestrutura de lazer, proporcionando aos moradores a sensação de ter em sua própria casa todas as opções para que ele possa curtir um dia especial com sua família. Alguns desses lançamentos oferecem apartamentos pequenos com média de 60 metros quadrados, ideias para casais que estão começando a vida à dois, pequenas famílias ou casais da 3ª idade.


As ofertas são tentadoras e os questionamentos são muitos. Será que entregarão na data certa? E se a construtora quebrar? As parcelas aumentam? São tantas dúvidas...  Como tudo tem o lado positivo e negativo, é preciso por na balança e ver se realmente vale a pena esse tipo de investimento.

Comprar um imóvel na planta é mais barato que comprar o imóvel pronto, porém você paga por algo que ainda nem começou a ser construído. Antes de fechar qualquer negócio fique atendo as dicas que separamos:

- Pesquise bem o imóvel e a construtora do imóvel que está pretendendo comprar;

- Procure saber sobre a vizinhança do imóvel, ponto de ônibus, supermercado, padaria, farmácia e todos os serviços essenciais para o seu dia-a-dia; 

- Ao fazer um financiamento, fique atendo as taxas de abertura de crédito, taxas de avaliação e todas as demais taxas existentes;

- Não existe apenas o financiamento pré-aprovado, existem outros processos de aprovação pelo banco que demoram meses. Neste período, o valor do seu financiamento poderá ser corrigido pelo INCC;

- Existem várias taxas que não são apresentadas na hora da venda, são elas: registro de escritura do imóvel em cartório, taxa de habite-se, taxa de ITBI. Há também a taxa do condomínio;

- O prazo de entrega do imóvel muitas vezes não é cumprido, por isso, evite marcar seu casamento ou a rescisão do contrato de aluguel próximo da data de entrega do imóvel estipulada em contrato. Hoje, a mão-de-obra está cada vez mais escassa e os problemas climáticos também afetam o andamento das obras;

- Tenha paciência, pois o processo de financiamento do seu imóvel pode ser longo e burocrático. Peça auxilio as pessoas experientes no assunto;


Comprar um imóvel é o sonho de grande parte da população. Hoje, é muito mais acessível, porém, não é o mesmo que achar que está fácil. Não deixe que as dificuldades desanimem sua coragem de ir atrás desse sonho. Coloque uma ideia em mente: Comprar um imóvel não é gasto, e sim, investimento!

0 comentários:

Postar um comentário