segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Como escolher um tapete passadeira?

Você já deve ter notado quando chega em algumas casas um tapete comprido como se fosse um trilho?

Então, esse tipo de tapete é chamado de passadeira, ele fica em um local de passagem, pode ser utilizado em vários locais para preencher espaços ou apenas para dar um toque mais aconchegante.

imagem passadeira

Mas, e qual a diferença: o que é passadeira e o que é tapete passadeira?

Ambos são tapetes em forma de trilho, por isso, são chamados de passadeira. São tapetes compridos, isto é, em forma retangular, de fácil manuseio, limpeza e muito leve.

Muitas pessoas ao decorar uma casa, pensam em tapetes que serão utilizados no hall de entrada, nos quartos, nos corredores, na sala e banheiro, porém esquecem que escolher tapetes para cozinha.

Os tapetes de cozinha são muito importantes, pois além de combinar com a decoração da casa evitam sujeiras, piso molhado e respingos de comida, já que a cozinha é uma área de grande circulação.

Logo, o tapete para cozinha, além de ser um item decorativo, também serve para evitar sujeira e não deixar o piso escorregadio.

 

Dicas para escolher um tapete passadeira

Se você tem o desejo de comprar um tapete assim, porém não sabe como procurar, nós vamos te dar umas dicas de como escolher o tapete passadeira para cozinha:

- Antiderrapante: para evitar acidentes como escorregão, o tapete passadeira de cozinha deve ser antiderrapante;

- Limpeza: escolha um tapete passadeira que seja fácil de limpar, já que é muito comum estar cozinhando e deixar pedaços de alimentos caírem no chão;

- Impermeável: uma boa dica é optar por esse tipo de material, pois além de facilitar a limpeza, esse material não deixa o tecido ficar molhado em caso de acidente com algum líquido;

- Durabilidade: o material impermeável tem mais durabilidade comparado a outros materiais;

- Material: a escolha do material deve se encaixar com os seus objetivos. No mercado existem diversos tipos de materiais. Você pode escolher o que melhor se encaixa no seu gosto, pois existem tapetes sisal, bambu e de crochê;

- Tamanho: como já foi explicado, esse tipo de tapete é um trilho, logo é preciso analisar bem o local onde você irá colocá-lo. Antes de comprar, faça a medição do local, como largura e comprimento, também é importante atentar para a espessura;

- Estampa: combinar as estampas com o estilo da sua cozinha é muito importante, por isso, antes de comprar um tapete passadeira para cozinha, analise se a estampa e as cores vão combinar com a sua cozinha. Existem estampas geométricas, de bichinhos, formas abstratas entre outras. A escolha deve ser conforme a sua personalidade e de acordo com a decoração da casa;

- Acabamento: quando nos referimos a acabamento, estamos falando das laterais. Você pode escolher com acabamento em renda, crochê ou somente com overloque, isto é, um acabamento de máquina de costura;

- Cores escuras: as cores escuras são boas aliadas na limpeza, já que tapetes escuros não mancham com tanta facilidade como uma peça clara;

- Praticidade: você deve escolher uma passadeira bem prática, de nada adianta você escolher um tapete muito grande ou até um muito pequeno. Você deve escolher um que seja prático para manuseio e limpeza. Tapetes muito grandes são difíceis de limpar e os pequenos não vão ajudar muito a manter a cozinha limpa;

- Tapete de crochê: passadeira de crochê fica muito bonita, mas se você gosta desse material, mas está com receio por ser um material que não fornece muita segurança, saiba que você pode comprar fitas antiderrapantes e colocar na parte debaixo desse tapete;

- Kits de tapetes: outra dica é você apostar em kits, pois além de sair mais em conta, os kits contêm, uma passadeira e outros tapetes menores que você pode utilizar em frente aos eletrodomésticos. Outra vantagem, é que os kits são todos padronizados.

 

Mas, e onde usar passadeira?

Na cozinha existem infinitas possibilidades de onde utilizá-los. Você pode colocar um tapete passadeira próximo a geladeira, balcão ou até no fogão. Uma opção é colocar debaixo de pias, você também pode utilizar uma passadeira para esconder os desgastes no piso.

Outra sugestão é utilizar a passadeira para corredor, ao invés de colocar próximo aos móveis e eletrodomésticos da cozinha, você pode colocar em algum lugar da cozinha que tenha um corredor.

 

Onde posso comprar um tapete passadeira para cozinha?

Você pode comprar em supermercados, porém se você quer investir em algo mais sofisticado e ter muitas opções de estampa e material, você pode optar por lojas que vendem produtos de cama, mesa e banho.

A loja Donna é uma loja online que vende utensílios para o lar, inclusive tapete passadeira, com diversas marcas, cores, estampas, materiais e tamanhos. Além disso, você também pode adquirir kits de tapetes.

Confira as diversas opções que a loja Donna dispõe e escolha o seu tapete passadeira!

segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Concurso para Técnico Bancário da Caixa

A Caixa Econômica Federal divulgou um concurso para contratação de 1.000 novos profissionais. Todas as vagas são destinadas para pessoas com deficiências e as inscrições já estão abertas.

O edital oferece 1.000 vagas e formação de cadastro de reserva, sendo 900 delas para a função de Técnico Bancário Novo e 100 para Técnico Bancário Novo – Tecnologia da Informação, ambas de nível Médio. Mas você sabe o que faz um Técnico Bancário na Caixa? Hoje você vai descobrir tudo a respeito dessa função.

 

O que faz um Técnico Bancário?

Primeiramente é preciso que você saiba o que faz o profissional que é aprovado no concurso da Caixa para Técnico Bancário. É importante destacar que esse é um cargo de nível médio. De acordo com o edital publicado, essa é a missão e as atribuições destas vagas:

·        Missão: Execução de atividades bancárias, comercialização de produtos e serviços, prestação de atendimento, realização de negócios e atividades administrativas, responsabilidade pelo sigilo das informações a que tenha acesso no uso de suas atribuições, com foco no alcance dos objetivos estatutários e estratégicos da CAIXA.

·        Atribuições principais: prestar atendimento ao público, realizar negócios e comercializar produtos e serviços; identificar clientes, verificando a autenticidade de documentos, assinaturas e impressões digitais, quando realizada capacitação específica; efetuar atividades administrativas e operações bancárias, utilizando equipamentos e ferramentas tecnológicas; elaborar, redigir e conferir documentos e correspondências em geral; inserir e consultar dados em sistemas operacionais informatizados e outros aplicativos relacionados com suas atividades, assim como auxiliar em sua manutenção e aperfeiçoamento; efetuar cálculos diversos e controles numéricos; identificar e apontar oportunidades de melhorias nos processos em que atua; e executar outras atividades inerentes ao conteúdo ocupacional dos cargos.

 

Se prepare para o Concurso de Técnico da Caixa

No último concurso da Caixa, que foi realizado em 2014, foram 1.156.744 candidatos inscritos para as vagas ofertadas de Técnico Bancário. Dessa forma, podemos dizer que a concorrência deste certame é alta e estar bem preparado é essencial para garantir a sua aprovação.

E para te ajudar a começar a se preparar, trouxemos os conteúdos que vão cair na prova. Antes, é preciso ressaltar que a seleção será feita em duas etapas. A primeira se trata de uma prova objetiva e a segunda é uma prova de redação.

A prova objetiva será composta por 60 questões de múltipla escolha, sendo 30 questões de conhecimentos básicos e 30 questões de conhecimentos específicos. Já a prova de redação deve ser estruturada na forma de texto em prosa do tipo dissertativo-argumentativo.

Agora, confira o que vai cair nas provas, de acordo com o cargo escolhido:

CARGO: TÉCNICO BANCÁRIO NOVO

Conhecimentos Básicos

·        Língua Portuguesa: 10 questões

·        Matemática Financeira: 10 questões

·        Conhecimentos Bancários: 10 questões

Conhecimentos Específicos

·        Noções de Probabilidade e Estatística: 5 questões

·        Conhecimentos de Informática: 10 questões

·        Atendimento Bancário: 15 questões

 

CARGO: TÉCNICO BANCÁRIO NOVO – TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Conhecimentos Básicos

·        Língua Portuguesa: 10 questões

·        Matemática Financeira: 10 questões

·        Conhecimentos Bancários: 10 questões

Conhecimentos Específicos

·        Tecnologia da Informação: 30 questões

 

Estude com questões de concursos já realizados

Como já dissemos, a sua preparação vai ser determinante para garantir uma das vagas no Concurso de Técnico da Caixa. A nossa dica é que, além das videoaulas com os conteúdos que vão ser cobrados na prova, você estude resolvendo questões dos concursos já realizados para esse cargo e instituição. Assim, você vai conhecer na prática o estilo da banca e das questões. Esse exercício evita que você tenha surpresas no dia da prova.

É importante destacar que para garantir a sua aprovação vai ser preciso ter compromisso e disciplina! Para atingir o seu objetivo, estabeleça e siga uma rotina de estudos. Sendo assim, filtre as questões do Concurso de Técnico Caixa e inicie a sua preparação hoje mesmo.

Outra dica importante para a sua preparação é simular o dia do concurso. Então, prepare seu caderno de provas e tire tudo que pode causar distrações da sua volta. Se estiver utilizando o celular para responder as questões, é interessante desativar as notificações de outros aplicativos, principalmente das redes sociais. Caso esteja estudando pelo computador, é só não abrir novas abas no navegador e focar só na sua prática. Nesse momento, deixe um alarme com o tempo estipulado em edital para a resolução da prova e dedique esse tempo para responder a prova toda. Depois disso, é só conferir as suas respostas com o gabarito oficial da prova.

sexta-feira, 13 de agosto de 2021

O QUE É MARKETING DE CONTEÚDO?

Quando se pensa em um planejamento de marketing para o seu negócio, é preciso levar em consideração persona, público-alvo, qual a forma de abordagem, qual o foco da abordagem e muito mais!

Dentre todas as formas de se fazer marketing, existe o marketing de conteúdo. Com o avanço das redes sociais, tornou-se um dos principais modos de se atingir o seu público graças à criação de conteúdos que, além de entreter, possam (e devam) ensinar algo ou atrair para determinado assunto.

ilustração de uma mesa com um computador e livros em cima

Se você ainda possui dúvidas sobre a importância e o porquê investir em marketing de conteúdo, vamos te apresentar os principais pontos que tornam este um método indispensável e eficaz para o seu planejamento!

 

PARA QUE SERVE O MARKETING DE CONTEÚDO?

A principal função do marketing de conteúdo é gerar engajamento com seu público e, consequentemente, resultar em algum negócio. Ele tem como estratégia criar conteúdos que atraiam, podendo ser de diferentes formatos e mídias.

Empresas e marcam vivem em uma constante disputa para atrair a atenção de potenciais clientes, e o conteúdo online é a maneira mais usada atualmente para criar um laço entre a marca e o indivíduo.

Antes do planejamento, porém, é preciso ter em mente que o marketing de conteúdo é feito de objetivos, processos, documentação e mensuração, e precisa responder as seguintes questões: Por quê? Para quem? Como?

 

O “Por quê?”

O marketing de conteúdo não existe sem um objetivo claro. Os mais comuns são gerar leads, aumentar a abrangência da marca, diminuir os custos, gerar autoridade e educar o mercado. O objetivo (ou objetivos) escolhido pela empresa deve ser mensurado, ou seja, usar de métricas para saber se o negócio está indo bem.

Para isso, existe o KPI (Key Performance Indicator). Aqui, você não precisa necessariamente medir todos os objetivos que estejam relacionados ao marketing de conteúdo, e, sim, apenas os que sejam cruciais para o desenvolvimento do negócio.

Exemplos de bons KPIs são: 1) ser importante e 2) fácil de compreender. É preciso que sejam simples de mensurar e capazes de levar a uma ação positiva — favorável ao crescimento do negócio.

Não entram na lista de KPIs: autoridade, reconhecimento, felicidade do cliente ou time de vendas.

 

O “Para quem? ”

Persona é uma das principais e mais importantes coisas para uma boa estratégia de marketing de conteúdo. Isso porque ajuda a entender o seu potencial cliente e economiza tempo na produção de conteúdo, bem como evita aquilo que não deve ser feito, permite fazer conteúdos de melhor qualidade e a escolher canais mais eficientes de comunicação.

Mas o que é persona? De forma simplificada, é um personagem fictício criado a partir de dados colhidos de leitores, por exemplo em um lead, que representa o seu consumidor ideal.

Isto é, a persona é específica para que o produtor de conteúdo (normalmente um redator) escreva conteúdos sobre coisas mais abrangentes e, possivelmente, mais longe do seu produto justamente com o intuito de alcançar mais pessoas.

 

O “Como? ”

Para que uma estratégia de marketing alcance as pessoas certas, é importante determinar os formatos para melhor distribuir em canais online. Redes sociais são uma boa alternativa também, ainda mais por fazerem parte de uma estratégia de marketing de conteúdo.

Nestes casos, é possível pegar o conteúdo principal e fracioná-lo em diferentes formatos e canais. Isso é chamado de top down e pode ser feito em redes como Facebook e Instagram, com textos curtos, imagens chamativas ou Reels; como no YouTube, com vídeos que adensem o conteúdo ou que o transmita de forma simplificada para maior entendimento do público.

Na contramão, existe o botton up, que é o contrário: juntar conteúdos diferentes em um conteúdo maior, com informações que se complementem e transmitam aquilo que você deseja.

 

MARKETING DE CONTEÚDO E MARKETING DIGITAL

Segundo o CMI (Content Marketing Institute), uma das primeiras estratégias envolvendo a criação de conteúdo de forma bem-sucedida foi em 1895, quando lançada a revista The Furrow com o intuito de informar trabalhadores do campo com interesse em qualificar seus negócios. Pode-se dizer que foi quando surgiu o marketing de conteúdo.

Hoje, o marketing de conteúdo é presente nas empresas que buscam estabelecer sua autoridade e turbinar sua marca, usando-se de textos como artigos, infográficos e e-books por meio de blogs e sites.

Aqui, é estabelecido o seu terreno na internet. O blog é onde você poderá explanar sobre o assunto que envolva o seu produto ou esteja de alguma forma interligado. Suas características devem estar nos padrões de SEO (Search Engine Optimization), bem como o conteúdo produzido de forma otimizada, para melhor ranqueá-lo em sites de buscas como o Google.

E, embora esteja atrelado ao marketing digital (ou marketing de mídias sociais), o marketing de conteúdo está mais focado na produção de conteúdo informativo em si, enquanto as mídias se tornam os meios de divulgação.

Obviamente, esses dois tipos de marketing devem estar conectados e fazerem parte de um planejamento maior, no qual estejam inseridos diversos canais, conteúdos e formas de chegar até o seu público.

Ficou interessado em saber mais ou deseja aplicar esses métodos no seu negócio? Pode ser interessante ir atrás de empresas que fazem marketing de conteúdo para que uma estratégia seja montada da melhor forma para os seus objetivos!

quarta-feira, 7 de julho de 2021

Probióticos: descubra como aumentar sua saúde

O probiótico é um aliado para aumentar a saúde, tornando o organismo mais resistente. Aqui, indicamos o que é probiótico, inclusive para que serve e como ele ajuda a proteger sua saúde. Confira!

 

O que é probiótico?

Trata-se de um microrganismo vivo que contribui para o equilíbrio microbiano do intestino, trazendo benefícios para a saúde, seja em curto ou longo prazo.

O probiótico é uma bactéria do bem e não provoca enfermidades, pelo contrário, melhora sua saúde e contribui para que seu organismo funcione corretamente.

Curiosamente, o probiótico está presente naturalmente em alguns alimentos consumidos diariamente por muitas pessoas, como o leite fermentado, que tem lactobacilos.

 

Para que serve o probiótico?

Mas, afinal, para que serve probiótico? Ele tem papel importante na digestão, facilitando esse processo e contribuindo para a absorção de nutrientes pelo organismo.

Os probióticos atuam na digestão da lactose, que é o açúcar do leite, reduzindo sintomas associados à intolerância à lactose, de modo a consumir esse alimento com menor chance de reações adversas.

E não é só isso: esses microrganismos ajudam na eliminação de toxinas do organismo, regulam o trânsito do intestino e auxiliam no reforço da imunidade, de maneira a minimizar o risco de contrair doenças simples como os resfriados.

 

Probiótico e prebiótico: qual a diferença?

Como têm nomes semelhantes, muitas pessoas costumam confundir probiótico e prebiótico. No entanto, não são as mesmas coisas! O probiótico é uma bactéria que auxilia sua saúde, aumentando-a.

O prebiótico, por sua vez, é um nutriente não digerível que é um alimento para o probiótico. A fibra é um ótimo exemplo de prebiótico! Ela funciona como alimento para os probióticos, viabilizando sua multiplicação no intestino.

 

Benefícios dos probióticos

Os benefícios probióticos são vários, reforçando sua saúde. Sua presença no organismo garante:

 

Melhora da imunidade

Os probióticos estimulam a produção de células de defesa, de modo a melhorar o sistema imunológico. Com isso, o organismo se torna mais resistente a doenças.

 

Regulagem do intestino

O probiótico consegue regular o funcionamento do intestino, colaborando para que funcione corretamente. Costuma amenizar os sintomas de constipação e diarreia, dando suporte no tratamento.

 

Maior absorção de nutrientes

Os microrganismos também contribuem para uma melhor absorção de nutrientes de alimentos, principalmente de minerais como o ferro e o cálcio.

Outro benefício no que se refere aos nutrientes é que o probiótico ajuda na síntese da vitamina K, que tem papel importante na produção de proteínas que atuam na coagulação sanguínea.

 

Pele mais bonita

Quando os probióticos estão em quantidade adequada no organismo, a pele também se beneficia, tendo maior proteção e qualidade. Mas, não é só isso: eles também auxiliam na diminuição da oleosidade da pele e do surgimento de acne.

 

Redução do colesterol

O probiótico reduz a absorção de gordura consumida em refeições, levando a uma diminuição natural do nível de colesterol. Com isso, minimiza-se o risco de ter doenças cardiovasculares.

 

Bom humor

Os microrganismos atuam na produção de substâncias que são precursoras da serotonina, que é um neurotransmissor que contribui para ter bom humor e sensação de bem-estar.

 

Probióticos: como consumir?

Há formas principais de consumir probiótico e reforçar sua saúde. Uma delas é por meio da ingestão de alimentos específicos que contêm esse microrganismo.

Entre eles, destaque para o leite e seus derivados, principalmente o iogurte e leite fermentado. Outra opção é o kefir, que é um tipo de leite fermentado com sabor ácido mais acentuado.

Caso queira fugir dos produtos lácteos, uma alternativa é a kombucha, que é uma bebida fermentada levemente gaseificada feita a partir de chás.

Quer ter maior praticidade no dia a dia no consumo de probióticos? Então, há uma alternativa perfeita para você, o suplemento probiótico manipulado.

Seu principal diferencial é ser um probiótico em cápsulas, o que facilita a ingestão desses microrganismos, podendo realizá-la onde estiver e sem ter de consumir alimentos específicos que nem sempre estão facilmente disponíveis.

 

Como tomar probiótico em cápsulas

Recomenda-se tomar o complexo probiótico de acordo com a recomendação do fabricante ou de seu médico. Mas, de modo geral, a indicação é de uma cápsula do produto ao dia.

 

Contraindicações e efeitos colaterais dos probióticos

De maneira geral, o consumo de probióticos não gera efeitos colaterais, desde que seguidas as recomendações de uso do fabricante ou do médico.

No que se refere à contraindicação, o suplemento manipulado não deve ser utilizado por pessoas que tenham hipersensibilidade a algum dos componentes da fórmula do produto.

Grávidas e lactantes só podem fazer uso do suplemento se houver liberação de seus médicos. Outra indicação é a de uso do complexo probiótico somente por adultos.

 

Comprar probiótico

Quer usar probiótico, mas não sabe onde comprar? A Dermo Manipulações disponibiliza suplemento probiótico manipulado de alta qualidade para você investir em sua saúde! Conheça as alternativas e aproveite para comprar probiótico online, com preço justo e de forma prática!

sexta-feira, 28 de maio de 2021

Qual a origem dos self storages?

 O self storage tem ganhado cada vez mais adeptos no Brasil, mas nem todo mundo sabe a origem desse serviço. Este é o seu caso? Então, confira onde o autoarmazenamento surgiu e mais informações sobre ele! 

 

imagem de um container self storage

Origem do self storage 

O self storage foi criado nos Estados Unidos em 1889, com a fundação da empresa de armazenamento comercial Bekis Moving & Self Storage, em Iowa. 

Anos depois, expandiu seus negócios e abriu novas unidades na Califórnia e outras cidades dos Estados Unidos, atendendo principalmente empresas. 

Em 1958, Florida recebeu a primeira empresa do mundo totalmente dedicada ao self storage, a Lauderdale Storage. Mas, somente a partir da década de 1960 a prática de autoarmazenamento se tornou comum nos Estados Unidos. 

O principal motivo para isso é uma tendência imobiliária de construção de casas e apartamentos cada vez menores, algo que se estende até hoje. 

Como o espaço era reduzido, não havia área suficiente para guardar itens pessoais, o que fazia com que famílias, não somente empresas, buscassem o self storage para armazenamento. 

A partir de 1960, o self storage passou a ser visto como uma solução de ótimo custo-benefício para guardar pertences com máxima qualidade e segurança. 

O sucesso do serviço foi tanto, que conquistou países como o Canadá, Austrália e outros na Europa. Hoje, um a cada dez lares norte-americanos aluga um box de self storage. 

Embora o serviço não seja exatamente novo, ele só desembarcou no Brasil no final da década de 1990. Ao longo dos anos 2000, passou por uma expansão considerável, principalmente por conta da tendência de construção de imóveis cada vez menores. 

Atualmente, o segmento está em pleno crescimento e desenvolvimento no país, com ampliação do número de self storages em diversas regiões. 

 

O que é o self storage? 

O self storage é um serviço de autoarmazenamento no qual o cliente aluga um espaço e guarda seus itens. Pessoas não autorizadas não têm acesso ao local, portanto, é uma alternativa segura aos clientes. 

Existem diferentes tipos de self storage, como o guarda móveis, guarda volumes, guarda estoque, guarda arquivo e locação de container para armazenagem, atendendo diferentes perfis. 

 

Como funciona um self storage? 

O self storage tem funcionamento descomplicado! Todo o processo consiste no aluguel de um espaço, também chamado de box para armazenagem, e na guarda de pertencentes no local. 

A diferença é que somente o cliente e pessoas autorizadas têm acesso à área. Além disso, unidades de self storage costumam ter estacionamento privativo para carregamento e descarregamento. 

O processo de contratação é desburocratizado e o preço do serviço é mais atrativo do que alugar um imóvel maior para ter mais espaço para armazenamento, ajudando a economizar em médio e longo prazos. 

Outro detalhe importante é que a contratação do serviço é mais flexível, seja nas formas de pagamento ou na duração do contrato, uma vez que o tempo mínimo de uso do serviço é de um mês. 

 

Tipos de self storage 

Existem diversos tipos de self storage, com alternativas que atendem diferentes perfis. Conheça, a seguir, quais são as opções e saiba qual é a melhor para o seu caso:

 

Guarda móveis 

O guarda móveis é indicado para reformas, mudanças ou quando se faz necessário ter um espaço maior para armazenamento desses itens. Pode ser utilizado por pessoas físicas e jurídicas.

 

Guarda volumes 

Ideal para quem tem muitos objetos de diversas categorias. Unidades de self storage oferecem boxes de guarda volumes variados, o que possibilita encontrar um que seja adequado às suas necessidades.

 

Guarda estoque 

O guarda estoque é o serviço perfeito para empresas e profissionais autônomos que precisam de espaço para armazenamento de mercadorias de forma adequada, minimizando o risco de perda ou de danos aos produtos.

 

Guarda arquivo 

Alternativa disponível principalmente para empresas e autônomos que não têm espaço para montar um arquivo. Com o serviço dá para guardar documentos corretamente, evitando danificá-los ou perdê-los.

 

Container para self storage 

O container para self storage oferece um espaço maior do que o box, por isso é a melhor opção para quem tem muitos itens a serem armazenados ou possui objetos volumosos. 

 

Vale a pena alugar um box de self storage? 

Uma das principais dúvidas envolvendo o serviço é se realmente vale a pena alugar box em um self storage. Sim, esta é uma alternativa que compensa porque o serviço tem vantagens em relação aos demais de armazenamento. 

Entre os principais, destaque para o processo de contratação sem burocracias, além do custo mais acessível. O serviço também se destaca por ser seguro e fácil de ser utilizado, com atendimento em diferentes horários. 

O self storage possui prazo mínimo de contrato de um mês, portanto, quando quiser desocupar a área isso pode ser feito sem burocracias. Além dessas vantagens, o serviço ainda possibilita otimizar o espaço em imóveis. 

Quando precisar de espaço extra para armazenamento, não deixe de alugar box em um self storage!

sexta-feira, 26 de março de 2021

O que é gradil? Onde utilizá-lo?

O gradil é uma dica de compra perfeita para quem busca materiais para cercamento. Ainda não conhece essa alternativa? Então, continue a leitura e saiba o que é gradil, bem como onde utilizá-lo! 

Gradil sendo usado em empresas

O que é gradil?

O gradil é uma grade de proteção normalmente feita com aço galvanizado, que se destaca das demais alternativas disponíveis no mercado porque possui excelente resistência ao enferrujamento.

Em alguns casos, pode ser revestido com material sintético, como a pintura eletrostática epóxi, que dá cor ao gradil, além de formar uma camada de proteção sobre o aço, evitando que entre em processo de corrosão.

 

Para que serve o gradil?

O gradil de proteção é uma solução para cercamento de espaços, como imóveis. Possui como principal finalidade barrar a passagem de terceiros, mantendo a área e pessoas que a frequentam protegidas.

Mas, a segurança perimetral não é o único uso do gradil, que também pode ser utilizado como divisória de espaços em ambientes internos, bem como para proteção de equipamentos.

 

Benefícios do gradil

O gradil costuma despertar uma dúvida: por que utilizá-lo em contraposição a outras soluções para cercamento? Simples: a tela gradil oferece benefícios mais expressivos. Confira, a seguir, quais são eles:

 

Aumento da segurança

O gradil forma uma barreira ao redor da área, impedindo que pessoas não autorizadas tenham acesso a ela. Por isso, aumenta a segurança no espaço, contribuindo para a proteção de bens e de quem frequenta o local.

Curiosamente, o próprio gradil possui características que possibilitam evitar a invasão do espaço. Uma delas é a altura, uma vez que está disponível em tamanhos variados, o que possibilita escolher o que seja maior e muito difícil de ser transposto.

Além disso, o gradil é fabricado com material liso e tem vãos pequenos, o que impossibilita a escalada. Também há o fato de ser vazado, como se fosse uma tela, o que permite identificar rapidamente quaisquer movimentos suspeitos no lado externo, evitando sair do local para não ser vítima da ação criminosa.

 

Longa durabilidade

O gradil metálico é totalmente feito com materiais que possuem grande resistência a danos. Por isso, não enferruja e apresenta longa durabilidade, sem precisar de consertos periódicos para garantir que sempre proteja a área.

 

Baixa manutenção

Por ter resistência a danos e longa durabilidade, o gradil não precisa passar por várias manutenções ao longo do ano, o que permite economizar dinheiro, sem necessidade de contratar profissionais para realizar esse trabalho ou comprar materiais para consertos frequentes.

 

Facilidade de instalação

Um fator que poucos sabem sobre o gradil é que essa solução está disponível em sistema modular e não em tela contínua, como acontece com o alambrado.

O sistema modular é um grande diferencial porque facilita o manuseio do gradil e viabiliza realizar a instalação do cercamento em um menor prazo.

Além disso, reduz a necessidade de reformas na área para instalação, o que acabaria por encarecer o custo final de montagem da cerca. Por isso, também ajuda a economizar na instalação.

 

Estética diferenciada

Em comparação a outros tipos de tela de proteção disponíveis no mercado, o gradil é o que mais chama a atenção por ter uma estética diferenciada, mais moderna e compacta. Além disso, está disponível em uma ampla cartela de cores.

Por isso, o gradil é uma excelente alternativa para quem busca telas especiais, com fator estético mais evidenciado, que garanta uma decoração externa que fuja do óbvio e valorize o espaço.

 

Ótimo custo-benefício

O gradil é uma solução de cercamento com excelente custo-benefício porque é eficiente, durável, econômico e tem estética agradável, além da manutenção reduzida. Devido a essas características, compensa o investimento, seja em curto ou longo prazo.

 

Onde utilizar o gradil?

Quem nunca utilizou gradil para cercamentos tende a ficar em dúvida de onde instalá-lo, especificamente. É importante salientar que este é um material com ampla possibilidade de local de instalação.

O uso mais comum é em proteção de áreas residenciais, comerciais, empresariais e industriais, para impedir invasões. Mas, também pode ser utilizado em jardins, parques e praças.

Internamente, o gradil é um aliado para cercar espaços esportivos, como quadras. Também é possível utilizá-lo na montagem de canis, bem como no cercamento de piscinas, para evitar quedas ou uso indevido dessas áreas.

Há, ainda, a possibilidade de instalação em empresas, seja para proteção de equipamentos ou estoques, inclusive para divisão de áreas, delimitando espaço e restringindo acessos.

 

Preço do gradil

Mas, qual é o preço do gradil? Depende muito da versão utilizada em seu projeto, se somente de aço galvanizado ou com pintura, bem como o processo utilizado na fabricação do material (há versões eletrosoldadas, por exemplo).

Por isso, a melhor maneira de saber quanto custa gradil para casa e demais ambientes é solicitando orçamentos para uma empresa especialista. Para receber um valor exato, informe detalhes de seu projeto.

Além disso, tome um cuidado especial: desconfie de preços muito baixos, porque podem ser indicativos de má qualidade do material.