quarta-feira, 23 de setembro de 2020

Três cuidados para se ter antes de fazer cortes de cabelo masculino em 2021

As tendências para cortes cabelo masculinos em 2021 vão bombar! Mas antes de mudar o visual, é importante parar e pensar quais são as outras formas de cuidar dos fios. 

O público masculino está cada vez mais preocupado com a estética e com os cuidados que precisa ter com o corpo; e isso pode ser feito de dentro pra fora também!

Até porque, de nada adianta fazer cortes cabelo masculinos 2021, sem que os fios estejam saudáveis. Vamos conferir algumas dicas? Olha só! 



Hidrate o cabelo regularmente

Muitos homens, principalmente os que têm cabelo curto, acreditam que a rotina de cuidados com o cabelo deve envolver apenas a limpeza. Mas isso está longe de ser certo! Depois de passar o shampoo, durante o banho, aproveite para aplicar uma máscara hidratante. 

O shampoo abre as cutículas dos fios e quando a máscara é aplicada, ela consegue fazer o seu trabalho da melhor maneira possível. Normalmente, esse tipo de produto promete hidratação, reparação ou fortalecimento do cabelo. Não é necessário fazer esse passo todos os dias. A frequência de uma a duas vezes na semana já garante resultados!

Não esqueça apenas de escolher uma máscara que traz propriedades que fazem sentido para o seu tipo de cabelo. Fios cacheados, por exemplo, precisam de uma hidratação diferente do que os lisos. 

Ao enxaguar a máscara, passe condicionador para que a cutícula do cabelo feche novamente e segure todos os nutrientes e substâncias por o maior tempo. Depois de algumas semanas, você com certeza vai perceber diferenças para fazer os cortes cabelo masculino 2021 que você quiser!

Frequência de lavagem é importante 

O maior truque para cuidados com o cabelo é entender a forma que ele se comporta. Alguns homens reclamam de fios oleosos ou muito secos e a lavagem está super relacionada com esse problema.    

Uma dica é testar de quanto em quanto tempo é necessário lavar os fios; muitas vezes, o cabelo se acostuma com a limpeza diária e fica cada vez mais oleoso. Tente então fazer uma transição: lave um dia sim/um dia não, aumente o período sem lavagens com o passar das semanas e perceba o que se adapta melhor para o seu cabelo!

E sabe aquela história de usar sabonete para a lavagem? Esqueça! Esse produto pode danificar muito os fios. O mesmo vale para usar água quente nos banhos. Dê preferência para a temperatura de morna a fria.  Não adianta nada investir em cortes cabelo masculinos 2021 e ainda continuar com hábitos que prejudicam o couro cabeludo, não é? 

Abandone os chapéus! 

Sabemos que os chapéus são estilosos e podem facilitar na aparência no dia a dia, mas eles também podem causar aumento de oleosidade e caspa. 

A melhor solução é apostar nos cortes de cabelo masculinos 2021, para manter os fios domados, bem cuidados e sem precisar escondê-los com acessórios! Tudo isso, ainda mantendo uma rotina saudável com o couro cabeludo. 

terça-feira, 21 de abril de 2020

Pesquisas eleitorais - Qual a força dos nomes dos novos candidatos a prefeito em SP?

Falta pouco tempo para começar a corrida eleitoral para a prefeitura de São Paulo em 2020 e já saiu as primeiras pesquisas de intenção de votos para os nomes que já estão confirmados para a disputa. Entre eles, Celso Russomano (Republicanos) e Bruno Covas (PSDB) foram os que tiveram maior índice no Ibope, levantamento feito pela Associação Comercial de São Paulo em parceria com o Jornal Estadão.

A lista dos nomes apresentados aos eleitores ainda não é definitiva, visto que os candidatos têm até agosto para incluir os nomes na corrida.

Nos resultados preliminares o Russomano, que é deputado federal, tem 24% das intenções de votos e Covas, atual prefeito da cidade e candidato a reeleição, tem 18%. Com a margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais, existe uma pequena probabilidade de que ambos tenham 21%. É o chamado empate técnico no limite da margem de erro.

O Ibope ainda divulgou na pesquisa entre os entrevistados uma lista de nome provável de cada nome e de cada partido. Ou seja, é possível que o cenário futuro - ainda mais imaginamos que em pós-pandemia - seja bastante diferente do que se apresentou à época do estudo.




Outros nomes 

A tendência de rejeição aos políticos tradicionais é mais um dos resultados indicados pela pesquisa de campanha eleitoral. Nada menos do que 44% dos entrevistados dizem que pretendem mudar o prefeito, escolhendo alguém que não seja um nome repetido nas corridas leitorais.

Nesse sentido, pode ser que o Celso Russomano que já tem uma certa notoriedade e popularidade por conta da televisão onde se apresenta como um papel de justiceiro. Ainda assim, é cedo para se saber o que vai acontecer nas urnas no ano de 2020, seja em São Paulo ou em qualquer outro Estado do Brasil.



Nomes de vereadores e prefeitos em São Paulo 2020 - Quem são os candidatos para eleição municipal?

As eleições municipais de 2020 já estão com data marcada para outubro e a candidatura dos vereadores e prefeitos deve ser registrada até o final de agosto. Ainda em março do ano já havia algumas pretensões por parte de alguns partidos - entre eles nomes conhecidos da política paulista. 

Ainda não foram confirmados para a corrida eleitoral os nomes dos candidatos a vereador em São Paulo ou quem são. Entretanto, a lista de prefeitos está mais previsível e deve não garantir muitas surpresas, senão os mesmos rostos das eleições anteriores, em 2016. 

Confira aqui quem são os vereadores e candidatos eleitos nas últimas eleições e os respectivos partidos e aceitação qual foram aceitos nas urnas na ocasião. 



Lista de vereadores eleitos em São Paulo 

  • Eduardo Suplicy (PT) - 5,62% (301.446 votos)
  • Milton Leite (DEM) - 2,01% (107.957 votos)
  • Tripoli (PV) - 1,66% - (88.843 votos)
  • Conte Lopes (PP) - 1,49% (80.052 votos)
  • Mario Covas Neto (PSDB) - 1,41% (75.593 votos)
  • Eduardo Tuma (PSDB) - 1,31% (70.273 votos)
  • Adilson Amadeu (PTB) - 1,25% (67.071 votos)
  • Souza Santos (PRB) - 1,04% (55.924 votos)
  • Ricardo Nunes (PMDB) - 1,02% (54.692 votos)
  • Celso Jatene (PR) - 1,00% (52.715 votos)
  • Eliseu Gabriel (PSB) - 0,98% (52.355 votos)
  • Rodrigo Goulart (PSD) - 0,92% (49.364 votos)
  • Fernando Holiday (DEM) - 0,90% (48.055 votos)
  • Atilio Francisco (PRB) - 0,88% (46.961 votos)
  • Ota (PSB) - 0,86% (45.915 votos)
  • Senival Moura (PT) - 0,85% (45.320 votos)
  • Patricia Bezerra (PSDB) - 0,84% (45.285 votos)
  • João Jorge (PSDB) - 0,79% (42.404 votos)
  • Aurélio Nomura (PSDB) - 0,78% (41.954 votos)
  • Soninha (PPS) - 0,75% (40.113 votos)
  • Edir Sales (PSD) - 0,73% (39.062 votos)
  • Gilson Barreto (PSDB) - 0,72% (38.564 votos)
  • André Santos (PRB) - 0,70% (37.393 votos)
  • Daniel Annenberg (PSDB) - 0,69% (36.983 votos)
  • Alfredinho (PT) - 0,68% (36.324 votos)
  • Toninho Paiva (PR) - 0,66% (35.219 votos)
  • Juliana Cardoso (PT) - 0,65% (34.949 votos)
  • Sandra Tadeu (DEM) - 0,64% (34.182 votos)
  • Rute Costa (PSD) - 0,63% (33.999 votos)
  • Police Neto (PSD) - 0,63% (33.537 votos)
  • Donato (PT) - 0,61% (32.592 votos)
  • Noemi Nonato (PR) - 0,60% (32.116 votos)
  • Jair Tatto (PT) - 0,58% (30.989 votos)
  • Gilberto Nascimento Jr (PSC) - 0,57% (30.382 votos)
  • Adriana Ramalho (PSDB) - 0,56% (29.756 votos)
  • Camilo Cristófaro (PSB) - 0,55% (29.603 votos)
  • Reis (PT) - 0,55% (29.308 votos)
  • Paulo Frange (PTB) - 0,55% (29.242 votos)
  • Ricardo Teixeira (PROS) - 0,53% (28.515 votos)
  • Fabio Riva (PSDB) - 0,52% (28.041 votos)
  • Gilberto Natalini (PV) - 0,52% (28.006 votos)
  • Alessandro Guedes (PT) - 0,50% (26.780 votos)
  • Arselino Tatto (PT) - 0,50% (26.596 votos)
  • George Hato (PMDB) - 0,49% 26.104 votos)
  • Isac Felix (PR) - 0,48% (25.876 votos)
  • Aline Cardoso (PSDB) - 0,48% (25.769 votos)
  • Claudinho de Souza (PSDB) - 0,46% (24.923 votos)
  • David Soares (DEM) - 0,46% (24.892 votos)
  • Dr. Milton Ferreira (PTN) - 0,41% (21.849 votos)
  • Rinaldi Digilio (PRB) - 0,39% (20.916 votos)
  • Janaina Lima (NOVO) - 0,36% (19.425 votos)
  • Claudio Fonseca (PPS) - 0,34% (18.444 votos)
  • Toninho Vespoli (PSOL) - 0,30% (16.012 votos)
  • Zé Turin (PHS) - 0,28% (14.957 votos)
  • Sâmia Bomfim (PSOL) - 0,23% (12.464 votos)

Prefeitos de São Paulo

NombreInicio del mandatoFin del mandatoObservaciones
1Antônio da Silva Prado7 de enero de 189915 de enero de 1911prefecto designado
2Barão de Duprat16 de enero de 191114 de enero de 1914prefecto electo
3Washington Luís15 de enero de 191415 de agosto de 1919prefecto electo
4Álvaro Gomes da Rocha Azevedo16 de agosto de 191915 de enero de 1920prefecto electo
5Firmiano de Morais Pinto16 de enero de 192015 de enero de 1926prefecto electo
6José Pires do Rio16 de enero de 192623 de octubre de 1930prefecto electo
7Joaquim José Cardoso de Melo Neto24 de octubre de 19305 de diciembre de 1930interinamente
8Luís Inácio de Anhaia Melo6 de diciembre de 193025 de julio de 1931prefecto designado por el interventor federal en el Estado de São Paulo
9Francisco Machado de Campos26 de julio de 193113 de noviembre de 1931prefecto designado por el interventor federal en el Estado de São Paulo
10Luís Inácio de Anhaia Melo14 de noviembre de 19314 de diciembre de 1931prefecto designado por el interventor federal en el Estado de São Paulo
11Henrique Jorge Guedes5 de diciembre de 193123 de mayo de 1932prefecto designado por el interventor federal en el Estado de São Paulo
12Gofredo da Silva Teles24 de mayo de 19322 de octubre de 1932prefecto designado por el interventor federal en el Estado de São Paulo
Artur Sabóia3 de octubre de 193228 de diciembre de 1932interinamente
13Teodoro Augusto Ramos29 de diciembre de 19321 de abril de 1933prefecto designado por el interventor federal en el Estado de São Paulo
Artur Sabóia2 de abril de 193322 de mayo de 1933interinamente
Osvaldo Gomes da Costa23 de mayo de 193330 de julio de 1933interinamente
Carlos dos Santos Gomes31 de julio de 193321 de agosto de 1933interinamente
14Antônio Carlos de Assunção22 de agosto de 19336 de septiembre de 1934prefecto designado por el interventor federal en el Estado de São Paulo
15Fábio da Silva Prado7 de septiembre de 193431 de enero de 1938prefecto designado por el interventor federal en el Estado de São Paulo
Paulo Barbosa de Campos Filho1 de febrero de 193815 de febrero de 1938interinamente
16Fábio da Silva Prado16 de febrero de 193830 de abril de 1938prefecto designado por el interventor federal en el Estado de São Paulo
17Francisco Prestes Maia1 de mayo de 193810 de noviembre de 1945prefecto designado por el interventor federal en el Estado de São Paulo
18Abraão Ribeiro11 de noviembre de 194514 de marzo de 1947prefecto designado por el interventor federal en el Estado de São Paulo
19Cristiano Stockler das Neves15 de marzo de 194728 de agosto de 1947prefecto designado por el interventor federal en el Estado de São Paulo
20Paulo Lauro29 de agosto de 194725 de agosto de 1948prefecto designado por el interventor federal en el Estado de São Paulo
21Milton Improta26 de agosto de 19483 de enero de 1949prefecto designado por el interventor federal en el Estado de São Paulo
22Asdrúbal Eurítisses da Cunha14 de enero de 194927 de febrero de 1950prefecto designado por el interventor federal en el Estado de São Paulo
23Lineu Prestes28 de febrero de 195031 de enero de 1951prefecto designado por el interventor federal en el Estado de São Paulo
24Armando de Arruda Pereira1 de febrero de 19517 de abril de 1953prefecto designado por el interventor federal en el Estado de São Paulo
25Jânio da Silva Quadros8 de abril de 19536 de julio de 1954prefecto electo
José Porfírio da Paz7 de julio de 195417 de enero de 1955viceprefecto electo
26Jânio da Silva Quadros18 de enero de 19555 de febrero de 1955prefecto electo
27William Salem6 de febrero de 19551 de mayo de 1955
28Juvenal Lino de Matos2 de julio de 195510 de abril de 1956
29Vladimir de Toledo Piza11 de abril de 19567 de abril de 1957
30Ademar Pereira de Barros8 de abril de 19577 de abril 1961prefecto electo
31Francisco Prestes Maia8 de abril de 19617 de abril de 1965prefecto electo
32José Vicente Faria Lima8 de abril de 19657 de abril de 1969prefecto electo
33Paulo Salim Maluf8 de abril de 19697 de abril de 1971prefecto designado por el gobierno del Estado de São Paulo
34José Carlos de Figueiredo Ferraz8 de abril de 197121 de agosto de 1973prefecto designado por el gobierno del Estado de São Paulo
João Brasil Vita22 de agosto de 197327 de agosto de 1973interinamente
35Miguel Colasuonno28 de agosto de 197316 de agosto de 1975prefecto designado por el gobierno del Estado de São Paulo
36Olavo Setúbal17 de agosto de 197511 de julio de 1979prefecto designado por el gobierno del Estado de São Paulo
37Reinaldo Emídio de Barros12 de julio de 197914 de mayo de 1982prefecto designado por el gobierno del Estado de São Paulo
38Antônio Salim Curiati15 de mayo de 198214 de marzo de 1983prefecto designado por el gobierno del Estado de São Paulo
Francisco Altino Lima15 de marzo de 198310 de mayo de 1983interinamente
39Mário Covas11 de mayo de 19831 de enero de 1986prefecto designado por el gobierno del Estado de São Paulo
34Jânio Quadros1 de enero de 19861 de enero de 1989prefecto electo
35Luiza Erundina1 de enero de 19891 de enero de 1993prefecta electa
36Paulo Salim Maluf1 de enero de 19931 de enero de 1997prefecto electo
37Celso Pitta1 de enero de 199725 de mayo de 2000prefecto electo
Régis de Oliveira26 de mayo de 200013 de junio de 2000viceprefecto electo
37Celso Pitta14 de junio de 20001 de enero de 2001prefecto electo
38Marta Suplicy1 de enero de 20011 de enero de 2005prefecta electa
39José Serra1 de enero de 200531 de marzo de 2006prefecto electo
40Gilberto Kassab31 de marzo de 20061 de enero de 2013viceprefecto electo y luego prefecto electo
41Fernando Haddad1 de enero de 20131 de enero de 2017prefecto electo
42João Doria Júnior1 de enero de 2017en funcionesprefecto electo

Fontes: